terça-feira, 24 de novembro de 2015

Emirados Árabes Unidos: Abu Dhabi

Chegamos a Abu Dhabi depois de um voo de 14 horas saindo de Melbourne. Não preciso nem dizer que estávamos exaustos, mas como teríamos somente dois dias nos Emirados Árabes Unidos antes de seguir para o Brasil resolvemos combater o jet lag e fomos passear.

Abu Dhabi é a capital dos Emirados Árabes Unidos, e embora não tão famosa quanto Dubai, a cidade está em constante crescimento. 

No momento (2015) não há muitas atrações por aqui, mas as poucas são o suficiente para te distrair por 1 ou 2 dias.



Nossa primeira parada foi a Grande Mesquita Sheikh Zayed. A mesquita é impressionante, com chão de mármore e vários detalhes em ouros, pedras semi preciosas e cristais, e hoje é a maior mesquita do país. Aqui é possivel acomodar 40 mil pessoas em seu interior.


Para entrar na mesquita você precisa cobrir os braços e pernas. Os turistas que não estiverem de roupas apropriadas podem alugar gratuitamente as vestimentas disponíveis pela mesquita, e para isso tudo que você precisa é um documento de identidade, de preferência carteira de motorista, já que eles não aceitam passaporte. Como eu estava sem carteira de motorista eles aceitaram meu cartão do hotel. Caso contrário a outra opção era usar a carteira de motorista do meu marido. 


Como saímos da mesquita por volta do meio dia, resolvemos seguir para o Shopping Al Wahda. Aliás existe muitos shoppings na cidade, com lojas como GAP, H&M, American Eagle, Hollister, Zara, e também com lojas de luxo como Louis Vuitton, Prada e Gucci. Mesmo que você não seja adepto as compras, dar uma volta pelo shopping ajuda a fugir do calorão local.

Nossa última parada foi o Palácio dos Emirados. O Hotel de luxo está localizado em uma praia privada de 1.3 km e se auto descreve como "além de  7 estrelas", embora seja oficialmente um hotel 5 estrelas. O hotel é administrado pelo governo de Abu Dhabi e custou 3 bilhões de dólares para ser construído.

Aqui não há economias com o luxo, com detalhes em ouro e mármore. No saguão principal há um pianista e um máquina de ouro, onde você pode comprar ouro em barra e pingentes. Se tiver tempo e dinheiro, vale a pena tomar um chá da tarde em um dos restaurantes ali dentro. A parte de trás do Palácio, com vista para o mar tem acesso exclusivo para os hóspedes.

Se tiver tempo vale a pena ir até a Ilha Yas, onde está o parque temático da Ferrari, com a montanha russa mais rápida do mundo, e também o parque aquático do Yas Waterworld. 

Abu Dhabi tem um propósito mais cultural que Dubai, e para isso tem investido bastante. Em 2016 está programada a abertura do Museu do Louvre (Louvre Abu Dhabi) e em 2017 a abertura do Guggenheim (Guggenheim Abu Dhabi), ambos na ilha de Saadiyat, que em árabe significa Ilha da Felicidade. Outro museu esperado na ilha é o Museu Nacional Zayed que conta a história dos Emirados Árabes Unidos.

Acomodação
Como sairíamos de Abu Dhabi para São Paulo em um voo de manhã, achei conveniente nos hospedar no Premier Inn Airport. O hotel está literalmente dentro do aeroporto, ou seja andamos somente uns 500 metros.

O Hotel em si tem um preço razoável, em torno de US$100 por noite. No nosso caso não tinha café da manhã incluso, mas por 35 AED (Emirate Dirham) (US$10) tomamos um café continental fabuloso, servido no estilo buffet. Por 55 AED  (US$15) você tinha acesso ao buffet continental e ao buffet de comidas quentes com ovos mexidos, entre outros.

O quarto em si era bom, com ar condicionado, banheiro, frigobar e televisão. A cama era de casal e não tão confortável.

Transporte
Transporte em Abu Dhabi não é muito fácil. Ainda não há um sistema de metrô e as únicas opções de transporte são os ônibus -pouco práticos, e os táxis, opção mais usada pelos turistas. 

O táxi custa uma taxa inicial de 3,5 AED e depois 1,6 AED por quilômetro durante o dia. Os carros são modernos e confortáveis, e os motoristas conhecem bem a cidade.

Já se você resolver se aventurar nos ônibus há algumas opções. Primeiramente do aeroporto até a estação de ônibus central você pode pegar o A1, custa 4 AED e você paga direto para o motorista. Para todos os outros ônibus você precisará de um cartão recarregável chamado Hafilat.

Para viajar de Abu Dhabi até Dubai custa 25 AED mais 10 AED pelo cartão. Se você chegar em Abu Dhabi pela Etihad e for para Dubai no mesmo dia, poderá usar o ônibus gratuito da empresa. O trajeto leva em torno de 1 hora.

Preços de Novembro de 2015.

Um comentário:

  1. Suntuosidade, melhor palavra para descrever os Emirados Árabe.
    Adorei!

    ResponderExcluir